Qual a importância da manutenção industrial?

manutenção industrial

A manutenção industrial tem como objetivo aumentar a vida útil de máquinas e equipamentos. Isso é feito por meio de ações para manter ou restaurar um componente, peça ou toda a máquina. 

Sendo assim, a manutenção industrial é uma importante aliada em estratégias que visam e eficácia da empresa e custo-benefício em um mercado cada vez mais competitivo. 

Nesse texto, você vai aprender mais sobre manutenção industrial, sua importância e como esse processo funciona. Acompanhe!

Quais são as categorias da manutenção industrial?

É possível dividir a manutenção industrial em seis categorias:

  1. Manutenção corretiva não planejada: quando há erro no componente ou em todo equipamento ou apresenta uma redução significativa de desempenho sem explicação 
  2. Manutenção corretiva planejada: é feito um planejamento para que a manutenção industrial seja feita quando a máquina dá os primeiros sinais de falha ou de queda no desempenho 
  3. Manutenção preventiva: como o nome já diz, tem como objetivo evitar erros, realizando diversas medidas 
  4. Manutenção preditiva: realiza uma série de inspeções periódicas para identificar possíveis problemas
  5. Manutenção detectiva: procura falhas ocultas ou difíceis de perceber 
  6. Engenharia da manutenção: o engenheiro é responsável por aplicar técnicas avançadas de manutenção industrial e fazer benchmark. 

Como a manutenção industrial funciona?

O primeiro passo é definir qual é a prioridade dentro do processo de manutenção industrial. A prioridade pode ser de três tipos:

  • Emergencial: quando o problema pode trazer algum tipo de risco para o trabalhador. Nesse caso, é recomendado que a manutenção industrial seja iniciada imediatamente
  • Crítico: aqui, a manutenção industrial pode ser planejada e executada no prazo de uma semana, sendo aplicado o plano de manutenção preventiva
  • Normal: é usada em manutenções que serão planejadas dentro de sete dias depois da emissão. O tipo de manutenção aplicada é a preditiva 

Depois que o planejamento e as prioridades estiverem definidas, chegou o momento de estipular a ordem dos procedimentos de manutenção. Ela contém campos de registro e apropriação dos recursos e execução do serviço, que podem ser:

  • Corretiva: quando não há planejamento, ou seja, usada para emergências e quando a execução precisa ser imediata 
  • Planejada: etapa da manutenção preventiva ou quando o serviço é solicitado pelo cliente 
  • Rota: usada apenas em planos de manutenção 
  • Parada geral: parecido com a ordem planejada, é aplicada em serviços que serão feitos em paradas setoriais ou totais 

Qual é o melhor tipo de manutenção industrial?

Segundo o Manual de Manutenção Industrial desenvolvido pelo professor Décio Martins Pereira, a manutenção do tipo corretiva pode acabar gerando prejuízos econômicos para a sua empresa. Porém, essa manutenção ainda é muito praticada, devido a falta de técnicos qualificados. 

Ele indica a manutenção preditiva como o melhor sistema para realizar essa função. “As indústrias que utilizam com sucesso a manutenção preventiva, podem aplicar a manutenção preditiva, que se constitui no mais completo e correto sistema de manutenção. Nesse sistema, com auxílio de equipamentos, detectores mais sofisticados, pode-se determinar se está na hora de abrir a máquina e trocar um componente, antes que venha a falhar”.

Como usar um fluxograma? 

O fluxograma mapeia todos os equipamentos, com as datas, frequências, localizações e códigos de identificação. Por isso, é uma ferramenta importante para qualquer tipo de manutenção, principalmente a preditiva. 

Ele funciona como uma representação gráfica que descreve os processos passo a passo. Assim, é mais simples compreender e identificar as informações e o que precisa ser feito para realizar a manutenção nos equipamentos. 

Quando o plano de rota estiver acertado, a periodicidade e as tarefas devem ser inseridas no fluxograma. Feito isso, elas podem ser executadas. Durante esse período é possível que você e sua equipe encontrem falhas. Se isso acontecer, é necessário aplicar a manutenção planejada, gerando notas, que serão transformadas em ordem, e consequentemente, em plano de trabalho. 

Gostou do nosso artigo? Continue acompanhando o blog da MP Automações para mais dicas como essas!